sexta-feira, 6 de julho de 2012

Lei do Ventre Livre - os bastidores da votação

SANGUE E FLÔRES*

Votava-se no Senado a Lei do Ventre Livre, a 28 de setembro de 1878. Nas tribunas do Senado, repletas, apareciam as figuras mais eminentes do mundo diplomático, e entre essas, o ministro dos Estados Unidos. A discussão do projeto, foi brilhante e vigorosa, sob a presidência de Abaeté. E quando, pela votação, se verificou a vitória de Rio Branco, o povo que enchia as galerias irrompeu em manifestações ao grande estadista, lançando-lhe sôbre a cabeça braçadas e braçadas de flôres.
Terminada a sessão, o ministro dos Estados Unidos desceu ao recinto para felicitar o presidente do Conselho e os senadores que haviam votado o projeto. E colhendo, com as próprias mãos, algumas flôres, das que o povo atirára a Rio Branco, declarou:
- Vou mandar estas flôres ao meu país, para mostrar como aqui se fez dêste modo, uma lei que lá custou tanto sangue!


* Tobias Monteiro - Pesquisas e depoimentos, p. 34. Mantida descrição original do livro O Brasil Anedótico ( p. 12).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua contribuição!